Descubra as diferenças entre as startups europeias e americanas – 2ªparte

Em 2 months ago

As startups americanas marcaram a cultura empreendedora e a inovação tecnológica, mas as empresas europeias têm se destacado por uma maior resiliência às flutuações do mercado.

Hoje damos continuidade à segunda parte deste artigo, continuando a analisar as principais diferenças entre as startups europeias e americanas.

Investir durante mais tempo: exemplos positivos e negativos

Algumas das principais empresas não existiriam sem um financiamento prolongado no tempo. Um dos exemplos que podemos emblemáticos é a empresa Twitter. Esta empresa apenas surge depois da empresa Odeo (podcast) sentir dificuldades perante a forte competição da Apple. Em resultado de um processo de brainstorm, chegaram à ideia para o Twitter.

A empresa de biotecnologia Theranus, oferece o exemplo oposto perfeito. Avaliada em dois biliões de dólares, continuou a receber investimento até ao momento da sua falência e nunca chegou a oferecer os serviços que tinha anunciado.

Um caminho europeu: o particular como ponto forte

Empresas como a Cool Blue da Holanda estão a conseguir competir com o gigante da Amazon. O seu segredo reside numa boa compreensão do mercado local. Colocaram alguns requisitos aos fornecedores, elevando a qualidade dos serviços e produtos prestados ao cliente final.

Outra empresa, a Idka, aproveitou as mudanças na legislação europeia relativa ao RGPD para criar uma política de privacidade inatacável. Estas empresas europeias bem-sucedidas, não planeiam uma expansão para os Estados Unidos.

Podemos afirmar que as startups europeias parecem ter encontrado o seu lugar próprio, entre Silicon Valley e a Europa mais tradicional. Um bom conhecimento das necessidades locais, boa gestão de recursos (menores em relação às startups americanas) , entendendo que apenas em poucos casos estes projetos podem fazer sentido num contexto dos Estados Unidos.

Uma das formas de gerir recursos de forma económica, passa pela escolha de um software de faturação simples e eficaz, sem custos exagerados. Sage One é um software de faturação pensado para pequenos negócios que dão os primeiros passos, com acesso online e sem necessidade de instalação.

Em conclusão

É tempo de as empresas europeias se orgulharem dos seus feitos e das características que lhes dão eficácia, continuando a criar marcas novas. Em polos diferentes e com culturas distintas, os empreendedores americanos e europeus vão continuar a surpreender e a marcar o nosso tempo.