Um plano de emergência: preparar o negócio para momentos de crise

Em 1 year ago

Nenhum empreendedor está isento de passar por uma situação difícil e, por esse motivo, é essencial ter um plano de emergência a que possa recorrer.

Um plano de emergência não tem de ser algo complexo. Três passos podem bastar para assegurar o futuro do negócio.

A importância de um fundo de reserva.

Um dos conselhos mais comuns é o de que os empresários devem ter dinheiro guardado para cobrir os primeiros seis meses de despesas, quer pessoais quer relativas às operações do negócio.

Uma linha de crédito.

Para a maioria dos empreendedores, isso significaria uma quantia muito elevada que estaria parada numa conta. Uma alternativa é abrir uma linha de crédito que possa servir de auxílio em caso de necessidade e que contemple as despesas respeitantes a cerca de três meses.

A opção de contratualizar um seguro.

Outra forma passa por realizar um seguro que cubra pelo menos 60% das despesas. Antes de tomarem uma decisão, é importante realizarem alguma pesquisa, comparando as condições oferecidas pelas diferentes seguradoras. Peçam os termos e leiam com atenção as chamadas “letras miúdas”.

Viver com contenção.

Independentemente das dificuldades que possam vir a enfrentar, quanto menores forem as despesas fixas, mais fácil será fazer face a uma redução de rendimentos.

Um indicador que os empreendedores poderão seguir é não comprometer mais de 45% dos rendimentos líquidos em despesas fixas.

Software de Faturação.

É essencial contar com um software que permita acompanhar a evolução das despesas da empresa e realizar os ajustes necessários. A Sage tem software de faturação adaptado a diferentes empresas, que permite fazer este acompanhamento dia a dia.

Conheçam a situação das vossas empresas e consigam antecipar dificuldades. Procurem acautelar situações de crise seguindo as sugestões deste artigo. Lembrem-se que ninguém gosta de pensar em situações difíceis, mas é a única forma de preparar soluções que funcionem como alternativa.