Mais vendas nem sempre significa lucros mais elevados

Em 2 years ago

Nem sempre aumentar as vendas resulta num aumento dos lucros para a empresa, por vezes embora gerem trabalho não existe um aumento do lucro porque  os custos aumentam de forma desproporcional.

É apenas natural que os bons resultados encorajem os empreendedores a investirem no seu negócio, contratem mais pessoas com a expetativa de aumentar as vendas. A verdade é que depois de alguns anos com bons resultados, as empresas atingem um nível de estagnação. Faz parte do percurso natural das empresas e não é necessariamente algo de negativo.

Ter indicadores como referência.

É fundamental analisar os principais indicadores e compreender se a angariação de novos clientes, de novas oportunidades de negócio, implicam que se recorra a subcontratação. Esta contratação se tiver preços forem demasiado elevados, pode significar uma perda de margem substancial.

Com software de faturação é possível acompanhar a evolução do negócio através de relatórios e a partir de qualquer dispositivo online.

Voltar a ganhar controle.

Devem analisar os clientes, tentando perceber quais exigem recursos desproporcionados, e que elementos da infraestrutura são sacrificáveis para diminuir a escala da empresa.. Não é tarefa fácil diminuir a escala de um negócio bem sucedido mas desequilibrado, e que implica muito tempo e trabalho sem gerar um lucro proporcional.

Existem casos de empresas cujo projeto inicial é à partida global, como a Uber ou Snapchat, e como tal estes conceitos não se aplicam.

Conseguir diminuir a escala de um negócio permite menos stress para um gestor, mais atenção a pormenores e mesmo um aumento da qualidade do trabalho que é produzido. Nem sempre o crescimento é algo bom para as empresas, há que analisar bem todos os dados para construir um projeto equilibrado e lucrativo.