Millennials: o novo empreendedorismo

Em 3 years ago

Estamos a viver uma mudança de paradigma na forma de viver das empresas. Essas mudanças têm sido acompanhadas pela geração ‘Millennials’, sobre a qual falámos aqui. Mas para as gerações anteriores – habituadas a trabalhar de uma forma onde não cabia o digital, nem todas as transformações são fáceis de acompanhar. O futuro criado pelos ‘Millennials’ vem alicerçado no empreendedorismo, de mãos dadas com o marketing digital.

Os jovens empreendedores são movidos pelo desejo da independência e pelo compromisso com a felicidade das suas equipas. Estas são as principais impressões do relatório da Sage, Walk with me.

Começar um novo negócio é o desejo de 62% dos ‘Millennials’: deste número, 52% têm como objetivo iniciar vários projetos diferentes, uma vez que têm mais do que uma ideia que pretendem tornar realidade. A geração dos ‘Millennials’ está a agitar o mundo do empreendedorismo, com o intuito de transformarem ideias em negócios e de serem donos do seu próprio destino. Não seguem os padrões de trabalho já estabelecidos e utilizam as novas tecnologias em seu favor.

Na perspetiva das empresas, contarem com ‘Millennials’ nas suas equipas significa contarem com colaboradores que assumem riscos, que gostam de ser desafiados, que querem crescer rapidamente. É importante que as empresas acompanhem esta espiral: se a cultura da empresa estiver na senda de um crescimento mais paulatino, terá um contexto que não permite aos mais novos correrem riscos, errarem e voltarem a tentar.

É claro, através do estudo Walk with me, que os empreendedores desta geração terão um impacto grande na economia das pequenas e médias empresas e trarão mudanças aos processos de trabalho. Mas o papel das empresas será, igualmente, importante: é preciso dar aos ‘Millennials’ as ferramentas necessárias para que possam desenvolver as suas capacidades a favor das empresas, de uma forma bem sucedida.

Outra das prioridades desta geração será manter um equilíbrio saudável entre a vida profissional e a vida pessoal: manterem-se leais aos seus valores será a grande prioridade. A tecnologia será indispensável em todo este novo processo de trabalho: a utilização de dispositivos móveis, o trabalho remoto e o estar em permanente contacto com os colegas de trabalho permitirá gerir o negócio a partir de qualquer lugar.