Fazer F5 ao vosso plano de negócio

Em 3 years ago

Já aqui falámos da importância de um plano de negócio na vida de uma Startup – sobretudo no início, quando ainda estão a definir objectivos e à procura de investimento.

À medida que o tempo passa e a empresa começa efectivamente a funcionar, será que o plano de negócio inicial ainda é adequado? É possível que esteja demasiado extenso ou que ainda não esteja suficientemente sólido.

Um plano de negócio deve ser encarado como um documento inacabado, em permanente actualização, que reflicta as necessidades e desafios que o negócio enfrenta em determinado momento; por isso não devem ter qualquer tipo de problema em actualizá-lo. Caso não saibam por começar, deixamo-vos alguns passos fundamentais:

Reavaliem a vossa abordagem – Nos primeiros tempos do vosso negócio tinham uma ideia mais geral de qual seria o vosso público-alvo. Com a experiência é possível que tenham percebido exactamente quem compra os vossos produtos ou serviços. Devem, então, actualizar o plano de negócio para que reflicta a mudança na demografia dos vossos clientes. Depois, é essencial que verifiquem se a vossa oferta ainda está adequada a esse público e, caso não esteja, fazer os ajustes necessários;

Revejam as vossas despesas – Agora que o vosso negócio já está em funcionamento há algum tempo, pode ser boa altura para avaliar os custos operacionais. Mesmo que acompanhem cuidadosamente as despesas, haverá sempre gastos desnecessários onde poderão cortar. Prestem especial atenção a algumas das vossas compras iniciais e revejam o que ainda é essencial e onde podem poupar para investir noutro lado.

Também poderão considerar mudar alguns pagamentos mensais para anuidades, até porque alguns fornecedores oferecem descontos se comprarem determinado produto ou serviço anualmente.

Reconsiderem os vossos preços – Mesmo que o vosso plano de negócio projecte um crescimento constante à medida que ganhem novos clientes, considerem também um aumento da receita através de uma nova estratégia de preço. Se aumentarem os preços de forma estratégica, é muito provável que consigam manter quase todos os vossos actuais clientes (se não todos) e aumentar o lucro ao mesmo tempo.

Tomem também nota do preço da concorrência: será que estão a perder dinheiro por terem preços demasiado baixos ou estarão a perder oportunidades por cobrarem demasiado? O segredo está em encontrar um ponto de equilíbrio, em que os preços são justos para o vosso negócio e para os vossos clientes.

Actualizem o vosso plano de marketing – É quase certo que, quando criaram o plano de negócio que acompanhou o lançamento da vossa empresa, tenham incluído um plano de marketing. E é igualmente provável que este inclua uma estratégia de redes sociais – afinal, o Facebook e Twitter permitem um contacto directo com os vossos clientes.

O problema é que a internet muda ao minuto e aquilo que é popular hoje, deixa de o ser amanhã. Onde devem, então, dedicar o vosso tempo, atenção e dinheiro? Escolham os canais em que os vossos clientes e potenciais clientes passam mais tempo. Se eles forem utilizadores activos do Instagram, por exemplo, devem incluí-lo no vosso plano de marketing.

No fundo, o vosso plano de negócio deve ser um documento que oriente o vosso negócio e ao qual possam recorrer sempre que tiverem de tomar uma decisão importante. Por isso, é fundamental que o revejam com alguma frequência – trimestral ou semestralmente – para verificar se ainda está de acordo com as vossas metas.