7 Sugestões para as vossas startups triunfarem

Em 6 months ago
4f

As startups vieram revolucionar o tecido empresarial: pequenos negócios flexíveis à descoberta de oportunidades. Os primeiros meses são fundamentais e vamos, neste artigo, analisar algumas sugestões importantes para que alcancem todo o sucesso desejado.

 

Atitude flexível.

O melhor plano de negócios tem de ser adaptado à medida que se comprova algum desencontro com os clientes a quem se destina. É preciso alguma flexibilidade para reconhecer falhas e corrigi-las as vezes que sejam necessárias.

No início vai ser necessário fazer isto várias vezes e apenas assim o vosso projeto vai conseguir sobreviver.

Conhecer a realidade.

Os produtos e serviços oferecidos devem adequar-se à realidade dos países onde estão a operar. O vosso projeto deve existir no sentido de resolver um problema ou satisfazer uma necessidade a que outras empresas ainda não deram resposta.

 Resolver problemas, gerar lucro.

Ser empreendedor não é uma tarefa fácil: passa por trilhar terrenos muitas vezes desconhecidos de forma a encontrar um espaço próprio no mercado. Isto implica uma atitude de grande resiliência mental, disponibilidade para tarefas trabalhosas e resolução de problemas no dia a dia, de maneira a gerar lucro.

Ter a atenção dos clientes.

Independentemente da importância de captar investidores, aquilo que irá facilmente mobilizar mais investimento é a demonstração de que o vosso negócio tem clientes interessados nos serviços e produtos que oferecem.

Intuição e dados fiáveis na base das decisões.

A experiência leva que um empreendedor consiga ter pressentimentos sobre o seu projeto: não os ignorem. No entanto, é importante basear as decisões em dados concretos: um software de faturação permite-vos saber exatamente o que estão a gastar, criando relatórios de gestão onde podem basear as vossas intuições. Aumentem as oportunidades das vossas empresas baseando a estratégia em dados reais.

Clientes e equipa no centro.

Só é possível chegar mais longe com o apoio de uma equipa coesa e dos vossos clientes. No centro das preocupações devem estar sempre os recursos humanos da empresa e uma excelente relação com os vossos clientes.

Aplicar as boas ideias.

Por último, as ideias geniais são fundamentais mas apenas terão utilidade se forem aplicadas num ambiente real e transformadas em algo vendável e gerador de lucro.